Para seres o primeiro a saber das novidades, subscreve a nossa newsletter.

Consulta as condições na nossa Política de Privacidade

To be the first to know what's new, subscribe our newsletter.

See the conditions in our Privacy Policy
Segue-nos

Trilhos dos Abutres, "An EPIC race". Portuguese Ultra trail Running, from Miranda do Corvo

O que visitar em Coimbra e Miranda do Corvo durante o TWC

Primeiro, uma breve História de Portugal
Ao longo dos séculos, Portugal foi ocupado pelos romanos, fenícios, visigodos e mouros.
Portugal viveu um tempo relativamente pacífico até o século XI. Os mouros foram expulsos pelo Rei Fernando I de Leão e Castela, Portugal foi declarado como uma nação independente em 1143 e, em 1255, Lisboa tornou-se a capital da nação.
Durante os séculos XIV e XV, Portugal cresceu maciçamente como uma das nações marítimas mais poderosas do mundo, com colónias no Brasil, Malaca, Goa e Macau.
Em 1755, um terremoto devastador originou um tsunami que destruiu completamente Lisboa e matou milhares de pessoas. Os britânicos ajudaram a manter as forças de Napoleão afastadas durante este período, enquanto os portugueses reconstruíam a cidade O último monarca reinante de Portugal, o Rei Manuel II, exilou-se em 1910 e foi substituído por um governo republicano democrático.
O ditador António de Oliveira Salazar chegou ao poder e permaneceu até 1968, quando foi sucedido por Marcello Caetano. O governo de Caetano foi mais tarde derrubado num golpe de estado ocorrido em 1974, conhecido como a Revolução dos Cravos. A democracia foi restaurada em Portugal e é uma nação moderna e livre desde então.
Atualmente, Portugal é conhecido pelas suas azeitonas, vinhos, sol e praias.

 

O que não podes perder em Coimbra

  1. Biblioteca Joanina – considerada um dos locais mais bonitos de Coimbra
  2. Fado ao Centro – se quiseres ouvir a música que representa Portugal, não deixes de conhecer a casa Fado ao Centro
  3. Mosteiro de Santa Clara-a-Velha – fundado em 1283
  4. Mosteiro de Santa Clara-a-Nova – erguido em 1649 em substituição do mosteiro medieval de Santa Clara-a-Velha que ficou parcialmente destruído devido às inundações do rio Mondego
  5. Museu Nacional de Machado de Castro
  6. Universidade de Coimbra Alta & Sofia – classificada como Património da Humanidade pela UNESCO, é uma das mais antigas da Europa; aqui pode visitar a Capela de S. Jorge, a Prisão Medieval e Académica, a Sala das Armas, a Sala dos Capelos, a Sala do Exame Privado e a Torre da Universidade.
  7. Sé Velha de Coimbra 
  8. Igreja Mosteiro e Café de Santa Cruz – igreja de visita obrigatória, assim como o magnífico café situado na antiga Igreja de São João de Santa Cruz, contruído em 1530, onde pode assistir a uma representação do Fado de Coimbra.
  9. Portugal dos Pequeninos – para um programa com os mais pequenos, aqui pode encontrar os maiores monumentos de Portugal, aldeias típicas, tudo numa escala reduzida.
  10. Arco e Torre de Almedina . principal porta da muralha medieval.

 

O que não podes perder em Miranda do Corvo

  1. Alto do Calvário – é ocupado pela Torre Sineira, o Cristo-Rei, a Igreja Matriz e a Capela do Calvário, daqui tem-se uma vista soberba sobre a vila de Miranda do Corvo (casario, Casa das Artes, Rio Dueça) e a Serra da Lousã.
  2. Chanfana – é um dos pratos típicos da cozinha portuguesa, consistindo em  carne de cabra em vinho tinto e outros temperos.
  3. Casa das Artes – inaugurada em 23 de agosto de 2011, reúne uma programação que contém espetáculos de artistas nacionais e internacionais, com vista à valorização da cultura e da qualidade de vida dos mirandenses.
  4. Mosteiro de Semide – fundado em 1154, o atual edifício em nada se assemelha ao convento primitivo, pois ao longo de quase dez séculos de história, foram muitos os incêndios que ceifaram a arquitectura do mesmo.
  5. Templo Ecuménico Universalista de Miranda do Corvo – inaugurado em 2016, é um Templo destinado à reflexão espiritual de pessoas de diferentes religiões, aberto a não crentes, promovendo valores fundamentais da humanidade e das religiões, como a Verdade, a Bondade e a Moral.
  6. Senhora da Piedade de Tábuas – localizado no sopé da Serra da Lousã, data da segunda metade do século XVI
  7. Aldeia de Xisto do Gondramaz – situada na vertente ocidental da Serra da Lousã, a paisagem que envolve Gondramaz é uma obra de arte da Natureza.
  8. Parque Biológico Serra da Lousã